segunda-feira, 25 de julho de 2016

#Rio2016 - Austrália viu o verdadeiro retrato do Brasil

Adilson Santos


A comitiva olímpica da Austrália se deparou com o real retrato do Brasil, onde reclamou das instalações da Vila Olímpica, mas o presidente do COI Carlos Arthur Nuzman alegou ser problemas naturais. Será que na casa dele é assim? Fala sério né.

Dos diversos problemas apontados, mostram encanamentos com defeito, gás e eletricidade. Mas isto faz é tempo que vem no Brasil, onde vaza competência político-administrativo dos diversos gestores executivos do pais. Já quem deveria fiscalizar, seja nos municípios, estado e união, fazem o que? A grande maioria acochambra com favores, trocas de cargos com o Poder Executivo e já ficam vendidos.

Claro que um dos motivos da olimpíadas, é a união dos povos, mostrar  que não existe diferença dos povos, mas que todos juntos lutam para o melhor, melhor de si, se capacitando, treinando para alcançar a melhor colocação. E não deve ser assim na vida real, pois temos que no dia a dia, sermos uma pessoa melhor do que ontem, um atleta da vida, exercendo cidadania, escolhendo bem os governantes e legisladores, fazendo nosso protesto e colocando a boca no trombone, como fizeram os atletas da Autrália.

A Vila Olímpica foi entregue pelo prefeito Eduardo Paes ao Comitê Rio 2016 no dia 15 de junho. O condomínio conta com 17 prédios de 31 andares, em um total de 3.604 apartamentos e capacidade para receber quase 18 mil atletas e membros de equipes técnicas durante os jogos.

Mas com a divulgação dos problemas das instalações neste final de semana, rapidamente as autoridades que foram incompetentes, foram arrumar seus erros, para mostrar que são competentes.

Fica o exemplo de que #ReclamarAdianta. Veja o exemplo e aprenda, o #CaraPálida. Pois com a atitude dos australianos, a repercussão foi mundial.



domingo, 24 de julho de 2016

#Rio2016 - Sandro Testinha de Poá carrega a Tocha Olímpica

O poaense Sandro Soares dos Santos 38 anos, ou melhor, o Sandro Testinha da Social Skate, carregou hoje a Tocha Olímpica em São Paulo, por volta das 19h30.

A tocha percorreu hoje as ruas de São Paulo, onde termina agora com um show, mas continua até chegar no Rio de Janeiro, para a abertura dia 5 de agosto de 2016.

Sandro Testinha já trabalha com skate nada menos de bodas de prata, 25 anos, com sua esposa pedagoga e educadora Leila Vieira. O casal desenvolve um trabalho social no bairro de Colmon Viana, reconhecido por diversas pessoas, artistas, empresários, pelo grande trabalho que fazem.

Veja abaixo em #FotoCelular do Poaense Sandro Testinha

Sandro Testinha carregando a Tocha Olímpica pelas ruas de São Paulo

Sandro Testinha com seu skate e a Tocha Olímpica

Sandro Testinha com Rivelino e seu filho Breno

Sandro Testinha com sua esposa Leila e filhos comemorando


quinta-feira, 21 de julho de 2016

#Denúncia - Uniformes da Prefeitura de Poá são jogados fora

Hoje por volta do meio dia, recebemos a denúncia de uma pessoa, que tirou fotos com o celular, onde segundo ela, na Viela Rambo da Comunidade no Bairro Portelinha, divisa das cidades de Suzano com Itaquaquecetuba, viu diversos uniformes da Secretaria de Educação da cidade de Poá (SP), jogados no canto de uma rua, próximo de uma valeta ou rio, e no local, havia vestígios de uma fogueira, onde segundo ela, poderiam ou iam colocar fogo.

A pessoa achou um absurdo, e ainda disse: Como pode os pais, ou responsáveis pela criança, pegar o uniforme, tirar de uma criança que precisa e fazer isto? É um absurdo, disse ela.

Já para Adilson Santos, que recebeu a denúncia, se comprometeu a levar o assunto ao conhecimento da #ouvidoria da Prefeitura de Poá, para que se faça a correta apuração, e que sejam tomadas todas as medidas, para que apurem como estes uniformes foram parar neste local.

Afinal, como foi parar lá estes uniformes?

Será que foram os pais que pegaram e não usaram?

Será que por motivação política já foi feito isto? Onde pode ter sido roubados ou furtados?

Bem, a resposta quem tem que dar é o Poder Público, afinal, isto é um absurdo.

Veja as fotos que recebemos






   

terça-feira, 28 de junho de 2016

Poá terá 1ª Conferencia de Empreendedores Digitais - Evento é Gratuíto

Evento acontece dia sexta-feira dia 1º de julho na Praça de Eventos “Lucília Gomes Felippe” às 19h


A Prefeitura de Poá, por meio das Secretarias Municipais de Comunicação e de Cultura, realiza a “1ª Conferência de Empreendedores Digitais”, na próxima sexta-feira (1/07), às 19 horas, na Praça de Eventos ‘Lucília Gomes Felippe’, que fica na Avenida Antônio Massa, na região central da cidade. A inscrição é gratuita e as vagas são limitadas. O objetivo do evento é fomentar a necessidade e a importância de acompanhar as evoluções do mundo tecnológico, além de oferecer a oportunidade de criar relacionamento entre as pessoas que atuam ou se interessam pelo ramo e que são do Alto Tietê.

O evento faz parte da programação do “Conecta Poá” - um novo projeto que visa concentrar e proporcionar eventos tecnológicos e digitais na cidade de Poá - e é voltado aos empreendedores, profissionais e interessados nas áreas de tecnologia da informação e startups.
O evento acontecerá no pavilhão de eventos

De acordo com a organização do evento, são esperadas 200 pessoas para assistirem palestras da equipe do Alto Tietê Valley que já confirmou presença com Caio Sigaki (Elefante Verde), Maike Robert (App Ticket), e Gustavo Sanchez-Palencia (AZClick).

As palestras vão abordar temas relacionados à comunidade digital empreendedora; sobre a força que este seguimento vem ganhando com as atuais necessidades do mercado, e também, do perfil do público interessado pelo ramo tecnológico e digital. Os palestrantes também vão compartilhar suas experiências de vida, contando um pouco das suas trajetórias de crescimento profissional de sucesso e ganhos de prêmios.

Para saber mais sobre o evento ou se inscrever, acesse: https://appticket.com.br/1-conferencia-de-empreendedores-digitais

Fonte: Prefeitura de Poá / Foto: Julien Pereira

terça-feira, 31 de maio de 2016

Incêndio de grandes proporções atinge a Suzano Papel e Celulose


Adilson Santos
No final da tarde de hoje começou um incêndio de grandes proporções na Companhia Suzano de Papel e Celulose, mesmo tendo sua brigada interna de combate a incêndio, o fogo saiu do controle e teve que ser acionado por volta das 18h30 o Corpo de Bombeiros de São Paulo.

Os bombeiros começaram a combater o incêndio com 15 viaturas, depois passou para 22 com com 70 homens, e agora estão com 31 viaturas no local e 90 bombeiros combatendo o incêndio.

O incêndio já é notícia em agencias de notícias internacionais, pois a empresa e´a segunda maior produtora global de celulose de eucalipto e uma das 10 maiores do mercado.

A empresa fica na Avenida Prudente de Moraes, 4006 na cidade de Suzano (SP) ou Rodovia Henrique Eroles, a SP 066, antiga estrada São Paulo Rio, bem na divisa dos municípios de Suzano com Mogi das Cruzes.

A avenida, é uma ligação importante das cidades da região do Alto Tietê, Ferraz de Vasconcelos, Poá e Suzano, para Mogi das Cruzes.

Segundo nota divulgada uma pessoa ficou ferida sem muitas gravidades.


#Eleições2016 #Meme


sexta-feira, 27 de maio de 2016

#Impostos, #imposto, impostos, foi para isto que você trabalhou até este final de mês

Adilson Santos
Final do mês de maio chegando, onde o cidadão brasileiro segundo diversas informações, trabalhou de janeiro a maio para pagar seus impostos ao governo. É assim todos os anos, e é assim que funciona.

Bem, estamos no final do mês, e isto significa que o ano irá começar agora, ou melhor, todo o dinheiro que cada cidadão brasileiro ganhou e pagou seus impostos, neste cinco primeiros meses do ano, sustentou, ou melhor - sustentará o ano todo os três poderes - executivo, legislativo e judiciário, e também nas três esferas do Estado brasileiro, sendo para sua cidade, estado e toda federação, a união.

Já a partir do próximo mês até dezembro, ai sim, o cidadão, o pai e mãe de família, irão trabalhar até dezembro, para poder ganhar o seu salário, desfrutar de cultura, lazer, saúde, segurança, educação, etc. e tal. Não é???

Bem, sendo assim, os #ServidoresPúblico são nossos empregados certo? Não - Errado.

Bem, então os #políticos são nossos empregados, ou seja, empregado do povo certo? Não - Errado de novo, ou melhor, na prática deveriam ser mesmo, afinal, político também é servidor público.

Bem, se os políticos dos poderes executivo e legislativo não estão fazendo tudo como manda as leis, ou seja, não estão atendendo o povo, que são seus empregados, trabalhando em prol de todos, ainda tem o Poder Judiciário, a justiça e o Ministério Público trabalhando para que todos como diz a lei, tenha direito a justiça né? Não, nem, todos tem acesso a justiça, pior ainda se for pobre ai piorou mesmo né.

Reclamar para quem? Ou será falta de consciência?
Bem, se tem alguém que você precisa reclamar é para você mesmo, que trabalha, paga os seus impostos. E na hora de votar, será que estais escolhendo e votando nos melhores?

Mais qualificados?

Mais preparados?

Bem intencionados?

Ou será mesmo falta de consciência, e até de cidadania, pois não adianta só votar. Ou melhor, não adianta só trabalhar, pagar impostos, votar, é preciso participar de uma forma correta. E também não adianta fica só lamuriando nas redes sociais, e não mandar um e-mail ao vereador, prefeito, deputados e senadores, e não a ser ativo também na cobrança.

Veja a tabela abaixo em infográfico do blog Impávido Colosso 



Vale a pena ler também e adiciono aqui esta matéria com informações da Associação Comercial de São Paulo

IMPOSTÔMETRO DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE SP CHEGA A R$ 800 BILHÕES
Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) chegou ontem (23/05), às 21h45, à marca de R$ 800 bilhões. O montante – que representa o total de impostos, taxas e contribuições pagos pelos brasileiros desde o início do ano – será arrecadado dois dias antes em relação a 2015, quando o mesmo valor foi atingido em 25 de maio.
Para o presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, a carga tributária ainda pesa muito sobre a população, e o novo governo não pode ceder a tentações de elevá-la. “Apesar da queda do PIB e do enfraquecimento da economia, os números do Impostômetro continuam subindo, estimulados pela alta inflacionária. Com as rendas dos consumidores e das empresas caindo, o fardo tributário sobre eles continua pesado”, diz Burti.
Ele lembra que o Impostômetro não registra apenas os tributos federais, mas considera o que é arrecadado pelas três esferas de governo (União, Estados e municípios) a título de tributos: impostos, taxas, contribuições, multas, juros e correção monetária. Também inclui outras contribuições – não arrecadadas pelo Fisco Federal - pagas compulsoriamente pelas empresas.
“Apesar de toda essa arrecadação, a administração federal ainda tem um déficit público altíssimo, como divulgado recentemente. Por isso, apoiamos medidas para dosar melhor esses gastos no nível da arrecadação ao invés de simplesmente elevá-la. O caminho correto é o corte de despesas. Qualquer tentativa de aumentar tributos só vai aprofundar a recessão e prejudicar ainda mais a arrecadação”, finaliza Burti.
O QUE DÁ PARA FAZER COM R$ 800 BILHÕES?
Construir mais de 22.881.940 casas populares de 40 m2.
Comprar mais de 29.661.774 carros populares.
Construir mais de 2.780.791 postos de saúde equipados.
Comprar mais de 9.948.669 ambulâncias equipadas.
Adquirir mais de 728.061.715 geladeiras simples.
Construir mais de 16.684.748 postos policiais equipados.
Construir mais de 8.705.086 km de redes de esgoto.
Comprar mais de 400.433.943 TVs de Led.
Contratar mais de 49.743.347 policiais por ano.
Plantar 160.173.577.326 de árvores.
Contratar mais de 60.035.074 professores do ensino fundamental por ano.
Fornecer cestas básicas para toda a população brasileira por 13 meses.
Fonte: http://www.acsp.org.br/noticias/impostometro-da-associacao-comercial-de-sp-chega-a-r-800-bilhoes

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Sandro Testinha, coordenador da Ong Social Skate e professor da Secretaria de Esportes de Poá, vai conduzira Tocha Olímpica Rio-2016 em São Paulo

Sandro Soares, mais conhecido como “Sandro Testinha” será um das 16 mil pessoas que carregaram a chama do fogo olímpico dos Jogos do Rio de Janeiro

O professor de skate da Secretaria Municipal de Esportes de Poá (SESP) e coordenador da Organização Não-Governamental (ONG) Social Skate, Sandro Soares, mais conhecido como “Sandro Testinha”, foi um dos escolhidos para participar do revezamento da Tocha Olímpica Rio-2016, atravessará o País até o Rio de Janeiro, local dos Jogos Olímpicos em agosto.

A notícia veio por e-mail em meados de abril por indicação de pessoas influentes do esporte a uma das patrocinadoras do evento de percurso da Tocha Olímpica Rio-2016 pelo reconhecimento do trabalho sócio-educativo que mantém na ONG Social Skate ao lado da esposa Leila Vieira, que atende aproximadamente 120 crianças no bairro de Calmon Viana, em Poá.

Nascido na Vila Matilde, zona leste de São Paulo, mas poaense de coração, Sandro Testinha vai repetir o feito do brasileiro Bob Burnquist, um dos maiores atletas de skate de todos os tempos, que conduziu a chama do fogo olímpico em 2004, antes dos Jogos Olímpicos de Atenas, na Grécia. “Será uma honra muito grande poder participar desta festa do esporte em nosso País com o mesmo gesto deste ícone no esporte”, frisou Sandro.

Ele se sente um privilegiado, afinal de contas, teve o nome escolhido de um total de 12 mil condutores e, num extrato maior da sociedade, em meio a mais de 90 milhões de pessoas do País. “Sem dúvida que é um privilégio. E é importante ressaltar que não estarei me representando apenas, mas todos que sempre acreditaram no trabalho que desenvolvemos na cidade de Poá, em escpeial na ONG Social Skate, com cinco anos de história, dedicação e amor pelo o que acreditamos”, frisou.

Vestindo uma camiseta com a estampa de Jay Adams, californiano precursor das manobras em uma prancha sobre rodinhas, boné, bermuda, meias e tênis típicos de skatista, Sandro mostra preocupação com as vestimentas quando for realizar o trajeto de aproximadamente 200 metros com a Tocha Olímpica Rio-2106. “Sei que tem um uniforme a ser utilizado, mas ainda estão estudando isso, principalmente porque nós skatistas temos uma forma peculiar de nos vestir”, disse.

Independente da roupa que utilizará, Sandro espera que corra tudo bem no percurso que será definido pelos organizadores e já mostra um pouco de ansiedade. “Sei que a Tocha Olímpica vai passar aqui na região [Mogi das Cruzes e Suzano vão receber o revezamento], mas escolhi São Paulo porque lá tenho uma vivência maior do meu trabalho e minha vida e creio que seria o mais justo por todo o trabalho que fiz”, frisou o skatista e professor da SESP-Poá, que tem 38 anos de idade, sendo 25 de skate, 16 deles como educador social na Febem (antiga Fundação Casa) e cinco anos à frente da ONG Social Skate ao lado da esposa.

Jogos Olímpicos
Sandro Testinha destaca que, como bom esportista, vai acompanhar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro este ano e, claro, torcer para o Brasil, especialmente em modalidades que sempre representam bem o País. “Gosto de assitir o voleibol, que sempre é garantia de medalha; do basquete feminino e futebol, claro, entre outros esportes. Quem sabe este ano não sai a tão sonhada medalha de ouro no esporte mais popular do Brasil”, destacou, com lembranças da seleção brasileira de 1988, que contava com Romário no ataque, e ficou com a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Seul, na Coreia do Sul.

Sobre a entrada do skate na programação oficial dos Jogos Olímpicos, ele faz um alerta: “Está muito próximo de acontecer. Já houve uma série de consultas a pessoas do meio e também há o número suficiente de países com praticantes da modalide, o que é uma exigência do COI [Comitê Olímpíco Internacional] e, em breve, vamos ter skate nas Olimpíadas também”, argumenta.

Sobre as manifestações políticas que ocorrem no País sempre que tem um grande evento como este, como já ocorreu com a Copa do Mundo em 2014, Sandro Testinha tem sua própria opinião. “Todos têm o direito de protestar. Muitos pedem investimentos na Saúde, Educação e Segurança, por exemplo, em vez de Copa do Mundo ou Jogos Olímpicos. Mas às vezes não entendem que cada ministério tem um orçamento próprio e por este motivo acabam fazendo as críticas”, afirmou.

E não que seja um defensor ferrenho de que se faça Copa ou Olimpíadas no País, quando Saúde, Educação e Segurança deixam a desejar, mas destaca que mais investimento em Esportes e Educação é menos gastos com Saúde e Segurança, porque você cria uma população mais saudável e dá menos chances de que um jovem vá para a vida da criminalidade.

“Gosto de assistir também a participação daqueles países da África, muito mais pobres que o nosso em vários aspectos, participando, sendo representados nos Jogos Olímpicos com dignidade. Isto é muito legal de se ver também”, disse.

Sandro Testinha garantiu que após conduzir a Tocha Olímpica Rio-16 vai trazer o objeto para a sede da ONG Social Skate. “É mais uma lembrança do que fazemos aqui hoje com as crianças. É o símbolo de que quando plantamos o bem, ele volta para nós. E isto é o que fica”, definiu, ressaltando que as crianças já estão muito curiosas em conhecer este importante objeto que leva a chama do fogo olímpico da Grécia, berço dos Jogos Olímpicos da Era Moderna para o Rio de Janeiro, sede da competição no Brasil.

Fonte: Prefeitura de Poá / Foto: Wanderley Costa